Google Translate

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Cuide de sua Família - Arrependimentos

Família e Arrependimento – Comunicação [Irmã Beth]



Família e Arrependimento – Comunicação
Elisabeth 
Assisti agora Razões do Coração agora. A sinopse diz apenas que uma mulher viaja à sua cidade natal em busca de seus verdadeiros pais, quando encontra o autor de um livro que parece se inspirar na vida dela para escrever uma história. Na verdade eles vivem uma história de erros e desencontros por causas de mal entendidos e não são só eles que vivem assim. O prefeito, a mãe de uma jovem que caiu do penhasco, junto com seu namorado e este acontecimento  muda a vida de muitas pessoas da pequena cidade. Fiquei pensando como um mal entendido pode mudar a vida das pessoas. Como a culpa frente a uma tragédia acaba fazendo vítimas  entre os que ficam e nem sempre tem responsabilidade alguma com os fatos, mas os arrependimentos comuns das pequenas negativas, das discórdias comuns que as famílias acabam vivendo, geralmente por falta de diálogo.
Trazendo para  a nossa vida, vemos que muitas vezes pequenos problemas tomam proporções gigantescas simplesmente por não conversarmos entre nós. Muitas famílias começam desde cedo com a falta de comunicação. Muitos pais ficam esperando os filhos terem determinada idade para iniciarem uma conversa e não criam laços desde cedo.
Esperar uma criança crescer para só então falar de qualquer coisa com ela, é perder os melhores anos da comunicação.
O melhor dia para começar conversar com seu filho é o dia que ele nasce.  Afinal, na maioria das vezes você passou a gravidez toda falando com ele. Deixe agora conhecer o rosto da voz que ele já conhece. Claro que ele não vai reagir falando e sorrindo, mas vocês estarão criando laços novos, formando sua história.
As pessoas não gostam de pensar nisto, mas nos primeiros anos das crianças o centro de suas vidas são os pais. Então que tal aproveitar este interesse e investir tempo  em seu filho?
A Bíblia ensina que devemos ensinar nossos filhos em todo o tempo, seja andando ou parado, na mesa ou na cama, mas os interesses individuais nos impede de pensar mais nestas pessoas pelas quais temos responsabilidade diante de Deus, da Sociedade e da Família.
Quando olhamos para situações como a do filme em questão, vemos que muitas vezes o arrependimento vem tarde. Os pais começam a se questionar como seria se tivesse agido de um modo ou de outro e este sentimento não resolve mais a questão.
Filhos que não ouvem seus pais quando o assunto é droga, namoros e outras questões estão agindo com os pais, como estes agiram na infância: indiferença.
Não espere seu filho crescer e ter problemas para conversar com ele, não espere que ele morra para imaginar o que deveria ter feito, comece agir agora e tenha um futuro livre de arrependimentos.
Postar um comentário