Google Translate

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Casamento - Aprenda a relevar

A Importância de relevar

 
"As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir."
Um significado simples para relevar, é desculpar. Relevar é não levar em conta, perdoar. Trocando em miúdos, é não super valorizar um problema no relacionamento, seja ele qual for.
Muitas vezes damos muito valor a pequenas rusgas em nossas relações e acabamos magoando as pessoas que nos cercam. No trabalho nos irritamos com colegas simplesmente porque não colocaram as canetas de pé no porta lápis, em casa nos irritamos por um filho não dobrar as cobertas, o marido jogar a toalha molhada na cama e outras pequenas situações que poderiam ser relavadas. Sabe que o filho não dobra as cobertas, então ou dobra você ou deija lá, uma hora ele desiste de quebrar braço com você e faz a cama. Ou se o maridão não lembra de deixar a toalha no suporte, experimente surpreendê-lo com um carinho e aproveita e joga  a toalha na máquina.


Sempre há alguma forma de quebrar o gelo, seja com sorrisos, com agrados ou simplesmente sendo indiferente ao problema em questão.
Reservem suas forças para situações realmente desgastantes e que precisarão de atitudes menos calorosas.
Um arroz sapecado, um bolo solado ou um bife um pouco mais passado tem ocasionado muito divórcio. E tem sido chamado de a última gota.
Conversando com as pessoas que agem assim, reclamam por pouco, acreditando que é o fim do mundo, reparo que seu conta gotas estava cheio de situações pequenos que poderiam ser relevadas e até encaradas com bom humor.
As pessoas não procuram encarar seus próprios problemas de frente.  E acabam criando monstros em situações que seriam apenas sombras, caso a pessoa estivesse mais calma e fosse menos 'temperamental'.
Outros casais trazem para dentro de casa problemas do casamento dos pais. Então os fantasmas de outra relação fica assombrando um novo relacionamento. Não é por seus pais terem brigado a vida inteira pelo arrastar de chinelos da sua mãe e tábua do banheiro molhada de seu pai que vocês devem repetir a questão. Caso aconteça,seu casamento esta fadado ao fracasso desde o início. Pare de brigar por coisas miúdas, não desgaste seu relacionamento por coisas totalmente irrelevantes.
Aprenda a suprir suas faltas. Um não é bom com a arrumação da casa, mas ela gruda o arroz, um não lembra de consertar o sifão da pia, mas ela não lembra de guardar a louça, um não lembra de tirar o lixo, mas ela não lembra de colocar o galão de água mineral no carro. São coisas pequenas. Pequenas situações totalmente contornáveis, não encare como montanhas o que são apenas pedriscos.

Não sabe cozinhar marido? Seja o maior lavado de prato da História, de modo que se um dia a Bom Brill quiser substituir o Carlos Moreno você seja contratado sem passar por testes. O arroz gruda esposa? Prepare uma sobremesa maravilhosa de modo que ele nem sinta o gosto do arroz, de tanta vontade que vai ficar para degustar sua sobremesa. Não lembra de arrumar o sifão? Contrate um técnico. Tudo pode ser contornado.

Reparo quando uma pessoa morre  ou um casamento se desfaz e passou a raiva, que a pessoa olha para tr;as e diz: ''Devia ter dito isto'' ou ''Devia ter feito isto'', mas as frases mais comuns quando a morte vem é ''Não devia ter brigado com fulano por tão pouco''. Só que depois de morto não há como você pedir perdão a ninguém. A vida acabou.
Pense no que é melhor de ambos e junte para construção de seu lar. é a soma de suas qualidades - e não dos defeitos - que devem formar as lembranças que povoarão a mente de seus filhos quando vocês não estiverem mais aqui.
Pense nisto!

Postar um comentário