Google Translate

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Crie seus filhos com respeito


"Nem sempre podemos construir o futuro para nossa juventude, mas podemos edificar nossa juventude para o futuro" 
(Franklin D. Roosevelt)
Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele (Provérbios 22-6).

Uma frase comum sobre a defesa do Planeta e que todos pelo menos uma vez já disse: Que planeta estamos deixando para nossos filhos? Mas a verdadeira preocupação com o Planeta  deve ser outra: Que filhos estamos deixando para nosso Planeta? 
Na verdade, quando não criamos limites para os jovens, estamos na verdade criando uma Sociedade sem respeito e sem Justiça, onde sempre valerá o direito individual e não o coletivo.
Mesmo quando amamos, devemos sim cuidar de nós mesmos, pois para ajudarmos aos outros, devemos estar bem, só que na maioria das vezes o interessepessoal não é algo daudável, é na verdade uma busca egoísta por satisfazer os próprios desejos.

Nos Estados Unidos, Sarah Johnson, de 16 anos, moradora de Bellevue,informa a morte dos pais e depois das Investigações, descobriu-se que a menina, por ver seu pai, que era seu herói, não aceitar seu namoro com um rapaz mais velho,planejou e executou sozinha a morte dos pais. Durante as investigaões, descobriu-se que a jovem não possuia limites, pois fora criada como uma princesa e tinha todos os seus desejos realizados. A única vez que o pai disse não a um de seus desejos, ele matou, tanto ele, quanto a mãe.
Claro que quando uma pessoa esta direcionada para  a maldade,  nem sempre  ensinar da forma certa 
 vai transformá-la, mas quando criamos nossos filhos debaixo da Palavra do Senhor, dando-lhes limites e ensinando-os a viver de forma correta, as chances de acertar são sempre maiores.

O sábio ensinou algo maravilhosos sobre Educação continuada:  Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele (Provérbios 22-6). Olha, quando observamos filhos que foram criados com muito amor, mas aprenderam a ter limites, estes se tornam pessoas  firmes, bem  centradas em seus objetivos, mas que respeitam os direitos dos outros e  são cumpridores de seus deveres.
Como pais cristãos temos  a oportunidade de criarmos nossos filhos conforme as regras deixadas na Palavra, ma stemos ainda maior vantagem, uma vez que temos oportunidade de orarmos ao Senhor para que Ele oriente nossos passos e guie nossos olhos à Bíblia, encontrando ali as respostas certas para termos filhos maravilhosos.
Um grande exemplo sobre filho criado na Palavra, sem sombra de dúvida, é o caso de timóteo, que foi criado nos preceitos bíblicos por sua mãe avó, tornando-se um grande pregador da Palavra e auxiliador destemido do apóstolo Paulo.
Quando uma família  alicerça seus filhos na Palavra, criá-los para ser exemplos aos demais: Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza (I Timóteo 4-12).
Os pais devem ensinar com amor seus filhos, mas também com respeito:  E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor (Efésios 6-4). Muitos pais acreditam que por serem autoridades dentro de casa, devem dar sempre a última palavra e com isto vivem uma vida de tribulações, pois querendo reger o lar com autoridade exagerada, acabam sendo autoritários e ditatoriais, trazendo mais males que bem ã família.
Os pais devem saber como se portar com seus filhos e evitar o desdém e a incoerência que são prejudiciais ao bom andamento da família e tornam os filhos revoltados e não  seres saudáveis, prontos  a viverem de forma admirável.
Quando tratamos nossos filhos com grosserias, estamos n averdade criando-os para serem  nervosos e traumatizados, sendo que estas qualidades negativas, moldarão o futuro destes  de modo a serem também pais que não sabem controlar seu próprio espírito:  Como a cidade derribada, que não tem muros, assim é o homem que não pode conter o seu espírito (Provérbios 25-28). 
Quando criamos nosso lar com sabedoria, encontramos alegria no proceder de nossos filhos:  Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á o meu coração, sim, ó, meu próprio; (...) e exultará o meu coração, quando os teus lábios falarem coisas retas (Provérbios 23 - 15 e 16).
Pense no resultado que deseja hoje, enquanto se prepara para criar seus filhos e se agir conforme a Palavra, poderá comemorar sua vitória no futuro.
Postar um comentário