Google Translate

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Se conselho fosse bom...

Se conselho fosse bom...
Provérbios 5:1-8
Filho meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido;
Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento.
Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite.
Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes.
Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno.
Para que não ponderes os caminhos da vida, as suas andanças são errantes: jamais os conhecerás.
Agora, pois, filhos, dai-me ouvidos, e não vos desvieis das palavras da minha boca.


Os conselhos acompanham as famílias de bem desde sempre e chegara até nós. As regras familiares eram feitas por saberes comum que eram passados de pais para filhos.
Nesta passagem um filho é advertido a fugir da mulher estranha, que usa de estratégia para levar os desavisados ao caminho do erro. A mulher apresentada aqui tem o poder da sedução e é dissimulada, e que pode através de sua atitude ardilosa, levar até a morte.
Na verdade, muitas vezes desconsideramos os conselhos por acha-los fora de propósito. Os mais jovens fazem muito isto. Acreditam que do alto de sua sabedoria, jamais serão enrredados para o caminho do mal, já que sabem de tudo.
A ignorância da juventude tem levado muitos à perdição justamente porque confiam em seus parcos conhecimentos, acreditando que na verdade seu largo conhecimento pode os livrar da maldade humana e dos projetos daqueles que maquinam o mal.
Só que por não ouvirem seus pais erram.
E na verdade o evitar seguir conselho tem destruido a muitos. Muitos casais tem caído em situação terrível por acreditarem em pessoas que estão fora de seu compromisso. Que tem outro tipo de crença e conhecimento. E, alguns, tem andado a ouvir conselhos fora da sua fé. Assim acabam por destruir suas vidas e seus relacionamentos.
Sim, andar em companhias duvidosas, com as mulheres estranhas e não precisa ser uma mulher, é qualquer amigo que viva fora de suas relações cristãs, tem sido a perdição dos casados e a destruição dos solteiros.
Tem pessoa que aprendeu a acreditar que se faz algo errado e ninguém vê, não está errado,pois o que os olhos não vêem, o coração não sente. Este pensamento leva a desvalorização das alianças e, uma aliança quebrada, seja a olhos vistos ou não, uma hora se rompe de fato.
Sim, fazer o que é errado é sempre agradável, acaba por se habituar a praticar algo errado e perde o sensor. Pode parecer certo, mais é errado ainda e, depopis que se ultrapassa o limite, corrigir o caminho se torna difícil.

Fazer algo errado, acreditando que ninguém saberá é tão tolo, pois não há nada debaixo do céu que um dia não seja posto diante de nossos olhos e querendo ou não, somos responsáveis por nossos atos.
Não há segredos diante do Senhor, não há palavras ociosas que não sejam cobradas um dia. Todos os nossos erros um dia serão postos ao sol e não devemos nos esquecer disto.

Quando se diz: Filho meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido;
Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento
 está na verdade lembrando que a Sabedoria vem da experiência e da observação e, não necessariamente do quebrar a própria cabeça. Aquele que entende que o melhor é guardar conselho e observar o conhecimento, está na verdade aprendendo a viver de forma segura.

Que todos possam sempre observar os conselhos que lhes são dado pelos que amam a Sabedoria e o Conhecimento e, assim, viverão em paz.

Que como cristãos possamos nós, observar os conhecimentos deixados na Palavra e possamos colocar em prática, pois o que pratica a justiça vive de modo a não ser cobrado ou julgado pelo que crê, já que exercita a Verdade.
Em resumo, Conselho é bom, e dado melhor ainda.



Postar um comentário