Google Translate

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Jônatas, um bom exemplo apesar de um pai nem tanto [Elisebeth Lorena Alves]

Jônatas, um bom exemplo apesar de um pai nem tanto


Quando falamos sobre família e exemplos familiares, acabamos criando uma idéia estranha e esperamos que somente as que passam bons ensinos tenham resultados satisfatórios. Só que existem pessoas cujo caráter vai acima dos ensinamentos familiares. Sejam estes ensinamentos bons ou nem tanto.
Uma família cujo os exemplos foram negativos foi a de Saul. 
Saul, se observarmos bem, tinha um caráter dúbio. Ele saia de sua timidez juvenil aos arroubos de um louco, mas em todos estes momentos era um homem cujo compromisso espiritual era duvidoso. Estava mais preocupado com o que os outros seres humanos pensavam dele do que com a opinião de Deus. Este comportamento hipócrita influenciou seus filhos de forma diferenciada. Um deles cresceu com o caráter fraco e mesmo chegando a ser rei (II Samuel 3), não conseguiu ter seu  nome reconhecido e muito menos teve compromisso com o Senhor, além de não ter conseguido ter respeito nem mesmo de seus servos. Sim, dois deles o assassinaram. Já   Jônatas, que ficou conhecido pela amizade com Davi, que veio ser rei de Israel, tinha outro comportamento. Jovem guerreiro, temente a Deus, entendeu de pronto que o reino fora tirado da casa de seu pai e passado ao amigo, pelas mãos do Profeta Samuel. 
Suas maiores qualidades eram seum dúvida sua justiça e lealdade. E suas atitudes foram o que no futuro salvaram seu filho de viver uma vida de esquecimento e dor.
Houve tempos depois outra pessoa da casa real que também não compactuou com os ensinamentos e exemplos negativos de seu pai. Ao contrário de seu pai, Amon, Josias foi um rei justo e aplicou seu coração e sua alma em servir ao Senhor.
Quando uma pessoa determina em seu coração ser diferente, ela será e isto além de coragem, é uma vitória grandiosa! 
No caso  do jovem Jônatas, seu testemunho, sua amizade e lealdade seguiram-no até depois de sua morte e teve frutos bons. 
Muitas vezes esquecemos que as nossas atitudes nos seguirão depois que partirmos desta terra e este testemunho é que será útil quando não podermos mais nos defender. As pessoas podem falar o que quiserem sobre Saul e Isbosete e até sobre Amón e ninguém falará nada contra quem a eles se dirigirem de forma desdenhosa, mas jamais poderão apedrejar Jônatas pois seu testemunho de justiça e lealdade chegou até nós. Este mesmo testemunho que salvou seu filho do esquecimento.
Ter uma família boa ou ruim não nos impede de querermos fazer o que é certo.
O que interessa sempre é o nosso compromisso com o que é justo. e nós que somos cristãos ainda temos algo mais para nos fortalecer, a nossa fé.

Cuide de sua família de modo que eles aprendam a deixar um bom testemunho de si para o mundo, mas também deixe aos seus familiares este bem. 
Um dia alguém vai ser bondoso e levantar seu testemunho quando ninguém mais souber quem era você. E quando isto acontecer, será que seu exemplo gerará vida?
Postar um comentário