Google Translate

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Eu sei quem é você - A doença chegou e o Casamento acabou?

Lembrando dos Votos Matrimoniais – E Agora,
A Dor chegou!


O amor nunca desanima,
porém suporta tudo com fé,
esperança e paciência.
(I Coríntios 13.7)



Comum ouvir-se em cerimônia de Casamento, a frase  "Fiel na Alegria e na Dor"  esta se tornando obsoleta. As pessoas estão deixando de prestar atenção nisto. Na alegria, no cheque gordo e cartão de crédito ilimitado o amor é eterno, até que acabe os benefícios.
As mulheres costumam dizer que os homens são seletivos e vivem de escolher demais, no entanto as mulheres hoje aderiram ao mesmo costume. Estão interesseiras, procurando preencher o que é passageiro. É comum hoje, homens pouco beneficiado pela beleza, memso sendo trabalhadores e honesto, serem deixados para trás, em favor de homens aparentemente belos, mas que nem sempre são honesto em seus sentimentos. Outras procuram apenas as vantagens financeiras e acabam envolvidas em casamentos desgastantes.

Obviamente não valorizam o esforço diário de construir uma relação.
Sim, o casamento é uma construção diária. O seu e o de seus filhos.
A responsabeilidade de educar homens com valores específicos e que valorizem à família está nas mãos principalmente da Mãe. O bom marido de amanhã tem que ser educado hoje, no dia a dia  de um lar equilibrado. Se você valoriza o exterior, o passageiro, o dinheiro, a estética, o finito, como pode esperar que seu filho se torne um homem forte e generoso?
Você está incutindo nele valores fúteis.
Se ele tem por exemplo o desprezo aos mais velhos adoentados, por certo abandonara os doentes de amanhã.
As pessoas não ensinam os filhos cuidarem das pessoas e das coisas, não ensinam a preservação e esperam que isto aconteça no futuro.
Devemos viver com a certeza que este é o tempo de cnatar, mas que o tempo da dor vai chegar e você deve cuidar de quem escolheu por parceiro para a vida toda com o mesmo carinho que tinha quando ele tinha saúde, quando podia te levar ao sopping e pagar suas contas.
São este s exemplos que moldarão para sempre o caráter de seus filhos.
Quando lembrar hoje dos votos matrimoniais hoje, ao ver seu amado ou amada adentrar sua casa, cansado do trabalho, refaça-os, memso que ele ou ela não seja a mesma pessoa que se casou com você. Não se importe muito com isto, voc6e também não é mais aquela pessoa que lhe disse sim, sorrindo.
Só que se refizer os laços e repensar sua relação com pensamentos mais maduros e fixar seus olhos naquela pessoa que jurou fidelidade, sua relação permanecerá.

A Ilustração abaixo nos ensina o valor aos elos do Matrimônio, leia e pense nela. E seja feliz. Ser feliz é uma escolha.


Eu sei quem  é você!

(Domínio Público - Autor desconhecido)
Todas as manhãs um senhor idoso pegava aquele ônibus lotado e descia em frente à uma clínica. Certo dia, uma moça que sempre o observava, perguntou-lhe: - O senhor trabalha nesta clínica?

- Não, respondeu ele, minha esposa está internada aí. Ela tem o mal de Alzheimer.

- Puxa, lamento muito. E como ela está?

- Não está muito bem. Está com a memória bastante prejudicada. Já nem me reconhece mais.

- Mesmo assim o senhor enfrenta este ônibus lotado todos os dias, somente para vim visitá-la.

- Sim!

- Mas, se ela já não o reconhece mais, nem se lembra das coisas, porque o senhor vem todos os dias?

- Ela já não sabe quem eu sou, mas eu sei quem ela é. Ela não se lembra mais das coisas, mas eu jamais me esquecerei dela.

        Autor Desconhecido
Postar um comentário