Google Translate

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Males de um Casamento Misto - Jaime Kemp

Um Estudo maravilhoso sobre Casamento Misto, para quem esta se preparando pra entrar nesta...

Uma pergunta: "Se você soubesse que 90% dos vôos TAM,partindo de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro, às 8 horas, das terças-feiras, estavam caindo, você tomaria um avião neste horário? Você responderia: "Claro que não! Eu não sou burro!". Mas quantos jovens estão dispostos a entrar
num relacionamento que, provavelmente, nunca dará certo!
Em II Coríntios 6.14-18, o apóstolo Paulo dá uma instrução extremamente importante a respeito do nosso relacionamentoíntimo. Ele diz:"Não vos ponhais em jugo desigual com incrédulos; porquanto, que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Que harmonia entre Cristo e o Maligno? Ou que união do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nos somos santuáriosdo Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles, serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso,retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor, não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai,e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso."

Para que possamos entender o que Paulo estava dizendo,precisamos lembrar alguma coisa sobre os Coríntios. A cidade de Corinto era tremendamente pecaminosa como, por exemplo, a cidade de São Francisco na Califórnia ou o Rio de Janeiro aqui no Brasil. Faziam, inclusive, parte da adoração no templo pagão em Corinto, mais de 1.000 prostitutas. Foi nessa cidade que Paulo e sua equipe pregaram o Evangelho transformador, e alguns pagãos foram transportados do "império das trevas para o reino do Filho do seu amor."

Foi para este grupo que, na sua primeira carta, ele escreveu: "Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino deDeus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idolatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem roubadores herdarão o reino de Deus." (I Coríntios 6.9-10)

Essa lista descreve as pessoas de Corinto. E Paulo ainda acrescenta: "Tais fostes alguns de vós, mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fortes justificados...".

Foi para esta gente que Paulo disse na sua segunda carta aos Coríntios: "Não vos ponhais em jugo desigual".
Em 1967, meu primeiro ano no Brasil, viajamos para o interior de Minas Gerais. Uma lembrança que trago Comigo dessa viagem foi a visão de dois bois puxando um carro cheio de cana, conduzidos por um rapaz, a pé, com uma vara na mão. As rodas do carro iam "cantando" e "machucando" o ouvido. Entretanto, o que mais me impressionou naquele quadro foi o jugo — ou canga — sobre o pescoço dos bois.
Fui criado na roça, numa região ao norte da Califórnia. Quando garoto, aprendi com meu pai que nunca sedeve colocar um cavalo e um boi na mesma canga. "Por quê?"— perguntei ao meu pai. Ele me disse: "Jaime, o cavalo vai correr para um lado e o boi vai andar devagar para o outro. Nunca vão puxar o carro juntos, porque anatureza de um é totalmente diferente da natureza do outro".
O apóstolo Paulo usa a ilustração da canga para descrever onosso relacionamento íntimo com outras pessoas. Certamenteo relacionamento no casamento é o mais longo e o mais íntimo da vida humana.
Não ponha seu pescoço para trabalhar, brincar, andar juntos, criar filhos, servir ao Senhor,na mesma canga com uma pessoa que não tem Cristo como Senhor e Salvador de sua vida. Se você fizer isto o casamentoestará incompleto. O aspecto primordial do casamento, que é a unidade espiritual, estará perdida. Paulo faz cinco comparações para enfatizar que um casamento misto não dá certo. Primeiramente, ele fala aos crentes, dizendo: "Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos. "
Depois, ele pergunta: "Será que existe sociedade entre a justiça e a iniqüidade?"
O que Paulo está dizendo é o seguinte: "Não há a menor possibilidade destes trabalharem juntos". Quantos casais estão trabalhando em vão porque Cristo não está edificando o seu lar. Em terceiro lugar, Paulo pergunta: "Que comunhão tem a luz com as trevas?"
Se entramos numa sala escura e acendemos a luz,imediatamente a escuridão tem de fugir porque não há convivência da luz com as trevas. Somos filhos da luz. Não há possibilidade de termos comunhão com os filhos das trevas. A filosofia, os valores e o comportamento dos filhos da luz são totalmente diferente dos das trevas.

Um rapaz chega para mim e fala: "Pastor Jaime, você está dizendo que a minha"gatinha", com cabelos castanhos, olhos azuis, bonita toda a vida, é filha das trevas?". E eu falo: "Não, eu não falei isso. É Deus quem fala! Se ela não foi lavada pelo sangue de Jesus,santificada pelo Espírito e justificada, ela não faz parte da família de Deus e, portanto, não há qualquer possibilidade de uma comunhão íntima, do relacionamento mais íntimo davida, que é o casamento com ela".
Em quarto lugar, Paulo pergunta: "Ou que união pode haver do crente com o incrédulo?" Somos habitação de Deus. Não somos de nós mesmos. Fomos comprados por um preço alto, e Paulo está dizendo: "Não pode existir unidade entre o santuário de Deus e os ídolos". Ele estava se referindo aos ídolos no templo pagão de Corinto. Agora temos novidade de vida e isso requer novas amizades íntimas.
Paulo continua com as perguntas: "Que harmonia pode haver entre Cristo e o Maligno?"
Paulo, aqui, não fala simplesmente de um descrente. Quando ele usa essa frase, está se referindo a um homem ou uma mulher totalmente nas mãos do diabo.
(..)
Muitos jovens não querem mais se casar. São jovens pensando que o casamento "já era" porque não têm visto uma família feliz!

O casamento é a primeira instituição de Deus. Portanto, dentro do plano de Deus e dos princípios que Ele estabeleceu tem de ser o relacionamento mais bonito de todos na vida. Jovens e namorados, Deus quer habitar e andar entre vocês. Ele quer participar das suas atividades e ajudá-los no comportamento. Ele quer ser o Senhor também no seu namoro.
Este é o argumento de Paulo quando ele cita uma passagemdo Antigo Testamento, referindo-se a Israel. A nação fora escolhida para ser luz e sal no meio das nações pagãs ao redor.Ela desobedeceu, começou a casar com as nações perversas,começou a adotar a sua filosofia e sistema de valores e Deus disse: "Retirai-vos do meio deles, separai-vos."
Não há dúvida nenhuma de que nós devemos ser luz e sal.Luz que deve brilhar na escuridão e sal para preservar o quer esta duma sociedade pervertida, corrupta e decaída. Isso requer a nossa presença, e até amizade, com pessoas da sociedade, mas Paulo está se referindo a intimidades como ocorrem no namoro, noivado e casamento."Agrada-te do Senhor, ele satisfará aos desejos do teu coração. "
Do  Livro: Eu Amo Você
Autor: Jaime Kemp
Biografia: Jaime Kemp

Postar um comentário