Google Translate

terça-feira, 26 de julho de 2011

Os Excessos - tudo em demasia é prejudicial

Na vida, constantemente somos cobrados pelos excessos.
As relações sociais devem ser cuidadosamente equilibrados em seu casamento, ou algo vai quebrar. Você deve evitar a todo preço interferênccias externas em sua relação. E muito bom ter amigos, mas se esta relação interfere na paz de seu lar, você vai ter que abrir de algo. A maioria das amizades de hoje, não perdurarão por tempo ao menos considerável.
Devemos tomar cuidado com o que priorizamos em nossa vida, se não acabamos escolhendo o que mais desejamos no momento, abrindo mão do que sonhamos para a nossa vida. Foi o que Esaú fez, na fome, que era passageira, ele trocou a benção de uma vida inteira, por um prato de lentilha.
Tudo o qué em demasia  acaba por fazer mais mal que bem. E a Bíblia ensina que há tempo determinado para todas as coisas .
 
“Tudo, porém, seja feito com decência e ordem” (I Coríntios 14:40) .Tudo mesmo, não é só nas questões ministerias coletivas ou pessoais, é também na manutenção do lar e no exercício da mordomia neste, que devemos ser ordenados. Na vida conjugal, o excesso de trabalho e falta de sono, pode tornar uma pessoa crítica, negativa e intolerante, além de ser prejudicial a saúde da pessoa enquanto indivíduo.

Além dos  excessos aqui citados existem ainda os relacionados com a vida do casal, suas particularidades, que podem diminuir o amor pelas coisas sagradas. Não pensem que o casamento dá licença para excessos sexuais. Existem atos sexuais que degradam a pessoa, originando a falta de respeito mútuo e podem destruir  o amor.

Uma vida sexual temperada é recomendada pela Bíblia (1 Coríntios 7:3-7). Contatos sociais com os outros são absolutamente essenciais, afinal não devemos exagerar, não vamos tanto ao mar e nem tanto a  terra. A verdadeira felicidade não pode ser encontrada no isolamento.
 
Devemos lembrar que temos de aprender a rir e desfrutar saudavelmente os bons momentos, a diversão é necessária para todas as relações. Ser excessivamente sério é perigoso, além de anticristão, afinal Jesus era festeiro. Fazer coisas demais ou de menos, enfraquece a mente, consciência, corpo, e a capacidade de amar e respeitar um ao outro. Não deixe que a intemperança destrua seu casamento, sua vida e suas demais relações.
Pense nisto

******************************************

     

Para você entender melhor sobre excessos, assitam Juntos de preferência o filme Prova de Fogo.
Postar um comentário