Google Translate

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Casamento e Elogios

Casamento – Capriche nos elogios
O elogio gera o estímulo que é sempre oportuno e necessário.
(Autor Desconhecido)
Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca; outras pessoas, não os seus próprios lábios (Provérbios 27:2)
A mulher constantemente reclama que seu esposo não a valoriza, não a elogia e muitas vezes nem nota que ela caprichou um pouco mais no tempero, fez um prato diferente ou mudou o visual.
Minha pouca experiência em observar os casais me mostra que em sua maioria estas esposas também não tem o hábito de valorizar seus esposos. Quando digo que elogios gera elogios, elas constantemente afirmam que os fazem sim, mas quando pergunto qual foi o último as surpreendo, pois elas não se lembram mais. Ora, para início de conversa um elogio tem que ser sincero e se os tais tivessem esta natureza seriam lembrados mais tarde.
Em geral os problemas de alguns casamentos estão mais focados na mulher simplesmente por questão de orgulho. Existem esposas que se iram com o marido por questão subjetivas, tais como, a forma que ele senta no sofá, o jeito de dormirem a noite e o modo dele lavar louça. Ou seja, questões totalmente insignificantes que poderiam ser deixadas de lado, simplesmente porque assim como ela quer se sentir bem em casa, ele também quer.
Como a mulher, o homem tem grande necessidade se sentir apreciado. São as atitudes que mostram o quanto se importa com ele e com suas conquistas que provam seu amor por ele. É assim que ele sente.
Diferente da mulher, que na maioria dos casos só acredita que é amada quando tem demonstrações surpreendentes e recebe presentes. Muitas esposas nem ao menos valorizam os elogios ou,pior, nem mesmo os percebe. Afinal não sabem ouvir seu cônjuge e é nas palavras, nas conversas com outras pessoas que os maridos costumam elogiar as atitudes delas.
Nós mulheres temos um forte desejo de nos sentir amadas, já os homens tem a necessidade de ouvir elogios. Na verdade a maioria das pessoas não se conhecem realmente e por isso não sabem conversar sobre suas necessidades. Uma pessoa precisa saber se ela é seduzida pelo tato – carinho, abraços e afagos – que surgem nas situações do dia a dia; ou se ela é seduzida pelo visual – olhares, presentes e outras atitudes que agucem esta percepção, ou ainda auditiva, quando o que a seduz são as belas palavras, os elogios e as canções. Talvez se a maioria das esposas tivessem este conhecimento sobre sua personalidade alguns problemas seriam evitados e contornados, e seus casamentos fossem restaurados.
O homem ama ser reconhecido, mas a pessoa que ele quer de fato agradar é sem dúvida a sua esposa. Então faça esta experiência, comece elogiar seu esposo com interesse verdadeiro e vai ver que aos poucos seu relacionamento irá melhorar e você estará mais feliz, pois a medida que percebe seu verdadeiro interesse, ele volta os olhos para suas necessidades também e a nota cada dia mais. Pode ser que aquele homem que você achava rude, se mostre um romântico inveterado se você souber conquistar a sua confiança e respeito mediante a verdadeira apreciação.
Se ele não é tão romântico ainda e não tem o hábito de ajudá-la em casa, elogie sua força, peça ajuda para algo que acha difícil de fazer – mesmo que você saiba fazer – diga-lhe que é forte, que admira sua habilidades em determinada situação, mas repito, seja sincera. Elogios vazios não gera vida, pelo contrário, gera desconfiança, desconforto e dor para ambos.
Tenho visto ao longo dos anos, casais que passaram a se elogiar mutuamente e de forma sincera, que estavam antes perdendo o foco e, depois de mudar a atenção, a cuidarem-se e elogiarem-se foram restaurados de todo.
Lembre-se que um elogio abre mais portas que um conselho: O ouvido humano é surdo aos conselhos e agudo aos elogios (William Shakespeare).
Então comece a elogiar!
Postar um comentário