Google Translate

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O Perigo das Amizades

O Perigo das Amizades


Porções Bíblicas

 O Perigo das Amizades 

Leitura Bíblica
Isaías 39:1,2 e 6 -Naquele tempo enviou Merodaque-Baladã, filho de Baladã, rei de babilônia, cartas e um presente a Ezequias, porque tinha ouvido dizer que havia estado doente e que já tinha convalescido.
E Ezequias se alegrou com eles, e lhes mostrou a casa do seu tesouro, a prata, e o ouro, e as especiarias, e os melhores ungüentos, e toda a sua casa de armas, e tudo quanto se achava nos seus tesouros; coisa nenhuma houve, nem em sua casa, nem em todo o seu domínio, que Ezequias não lhes mostrasse.(6)
Eis que virão dias em que tudo quanto houver em tua casa, e o que entesouraram teus pais até ao dia de hoje, será levado para babilônia; não ficará coisa alguma, disse o SENHOR.

Esta é mais uma lição de Ezequias, para nós ela é uma boa lição, mas para ele não foi uma boa experiência.

Logo depois que o senhor o curou e promete-lhe mais 15 anos de vida, apareceu em Israel embaixadores da Babilônia para visitá-lo. O pretexto deles era felicitá-lo por ter sua saúde restaurada.

A aparente simpatia tratava-se de uma espionagem e Ezequias corrompido pela amizade, mostra tudo para os babilônios, que na verdade faziam-se de amigos.

Em nossos dias...

É comum em nossas vidas surgirem amigos de todos os lados, amigos que vem e se vão. As relações de amizades, em sua maioria, não são duradouras, mas confiando que desta vez vai ser diferente, confiamos nossos segredos e fraquezas à queles que nos cercam. Assim sendo eles amigos leais ou não, todos conhecem-nos muito bem.

Sabem de nossos sonhos e segredos, que são nossos maiores tesouros. Conhecem nossas fraquezas e poderão usá-las contra nós.

Foi o que aconteceu a Ezequias, ao abrir os tesouros de sua casa e da Casa de Deus, ele expôs não só a sua vida, mas a vidas daqueles que ainda nasceriam.

Devemos aprender com Ezequias a não confiarmos nossos tesouros a outros que querem chegar aonde nós queremos. Nós podemos acreditar e lutar apenas com nossos próprios medos e limitações e vencê-los todos os dias, mas existem outros que para chegar aonde quer não pensam duas vezes antes de declara qual é nossa fraqueza, ou pior, tentar derrubar-nos para alcançar os seus objetivos.

Não devemos apenas confiar em Deus e a Ele orar, devemos também vigiarmos, pois nem sempre sabemos como a tentação vem sobre nós.

Podemos sim termos amigos, mas como Paulo e Timóteo, por exemplo, que vivam a mesma fé e propósito.

Pense nisto e viva bem!


Postar um comentário