Google Translate

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Como Formigas

Como Formigas 

Introdução
Embora esta mensagem fale sobre relacionamento com Deus, ela pode ser usada em quaisquer relações humanas. Na vida tudo é uma questão de como você reage à uma situação. Se colocar em prática  o que fazem as formigas, você vai se sair bem...
Trabalhando para o Reino
Provérbios 6-6
Bem este não é um versículo que me traga boas lembranças da infância, mas se pararmos para de fato observarmo as formigas podemos aprender mais que trabalhar sem chefe ou deixar de ser preguiçosos.
Na verdade se observarmos muitos animais podemos melhorar nosso trabalho para o Reino de nosso Senhor, só que como estou falando de formigas, deixa eu dissecar a filosofia delas, para que possamos entendê-la bem:
Quando a dificuldade aparece.
Geralmente, quando as dificuldades nos sobrevêm, a primeira atitude que tomamos é desanimar. Talvez seja por isto que a Bíblia registra tantas vezes a frase de animo:Não Temais. Afinal Deus conhece-nos melhor que nós mesmos, afinal, como nosso Criador, sabe quais são nossos pontos cegos.
Agora as formigas são extremamente diferentes de nós. Tenacidade é uma das qualidades destes seres minúsculos, mas que podem fazer muito. As formigas não desistem. Você por certo em alguma oportunidade na vida, já tentou barrar uma ao menos. Ela vai dar um jeito de seguir seu caminho, vai passar de alguma forma. Passa por cima, de um lado ou de outro, mas desistir ela não desiste. Ela sabe que tem de chegar ao seu objetivo e que todo o formigueiro precisa dela, mesmo que ela seja apenas mais uma.
Diferente de nós que acabamos deixando para lá.”Se fui impedido de continuar a Obra do Senhor, Ele levantará outro”, dizemos nós, para justificar nossa desistência. E simplesmente dobramos nossos braços, desconhecendo as nossas responsabilidades.
Previna-se para a dificuldade.
Uma coisa é certa: As dificuldades virão. Nenhum caminho está livre das dificuldades. Na verdade, quando avançamos, seguimos pelo desconhecido, então tem hora que a gente tropeça até nos próprios pés. Nós sabemos que o fim do nosso caminho está o nosso destino, o Céu, mas para chegar lá, vamos passar por dificuldades mil, à nossa frente está a cruz.  Não tem como chegar a Deus, sem trilhar o Caminho da Cruz.
E o que as formigas fazem quando estão bem? O tempo de bonança para as formigas é o verão, e você sabe o que elas fazem nesta estação? Elas trabalham. Elas preparam seu depósito para o inverno. Elas sabem que o tempo ruim vai chegar. Elas se preparam pensando no futuro, afinal o futuro delas é o inverno. Então ouça este conselho: 
Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes (Efésios 6:13). Crente se prepara no tempo bom é orando e buscando ao Senhor. O noivo já foi, agora estamos por nossa fé, temos que nos preparar para os momentos difíceis que é certo que virão.
Enfim, os dias maus.
E quando vem os dias maus, o que você faz? Geralmente, por não termos orado e buscado ao Senhor, estamos desnutridos espiritualmente, então vem a dor e o desespero. As provações e os ventos que surgem sobre nós podem nos abater. Mas se aprendemos de fato com as formigas, vem sobre nós e de dentro de nós é que vem a confiança de que o Senhor está conosco e se Ele está conosco, não há nada que roubará a nossa paz. Sim, pois esperaremos Nele, como o fez o salmista que disse: Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor (Salmo 40:1) e como Deus ouviu o clamor do salmista, ouvirá o nosso também. Uma coisa é certa, não há angústia que impe,a o Senhor estar conosco, pois é uma promessa para nós, que Ele é nosso socorro na Angústia: Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia (Salmo 46:1) e nosso refúgio O Senhor dos Exércitos está conosco, o Deus de Jacó é o nosso esconderijo seguro (Salmo 46:7).
Então confiarmos que o tempo difícil também vai passar é fazer como as formigas que se guardam em suas casas subterrâneas e não importam se as chuvas levam embora suas torres, para elas o que vale é que estão seguras e protegidas em suas fortalezas. Quando o inverno se vai, elas, que confiavam que ele passaria, saem de suas tocas e voltam à sua luta diária de reabastecer sua morada para o próximo tempo rui que virá. Seja instintivo ou racional, certo é que elas lutarão pela vida enquanto houver vida. E é isto que devemos fazer, nos preparar para o mau tempo e recebê-lo ciente de que ele passará pois o Senhor está conosco e nada poderá destruir a nossa Fé e abalar a nossa segurança.
Outra coisa que você precisa entender é que as formigas nunca estão satisfeitas, por menor que seja uma pedra de açúcar ou casca de pão, elas vão arrastá-la ao seu depósito e a guardará. Elas não se preocupam se é pouco o que vê, elas sabem que são responsáveis pelo formigueiro e que tudo o que conseguir achar será necessário. Diferente de nós que nos viramos para Deus e dizemos: Senhor, eu não sei falar, não sei cantar, não sei pregar, o que posso fazer para perpetuar seu Reino? Faça tudo o que vier as suas mãos: Tudo que vier em suas mãos para fazer, faça conforme as suas forças (Eclesiastes 9:10), ou seja, supere-se.
O que há por trás do trabalho das formigas? O trabalho para que todos sobrevivam. A formigas não estão preocupadas com quem manda e nem com que é mandado, elas sabem apenas que devem trabalhar para que tudo funcione direito e sendo assim, cada uma deve dar o seu melhor, só assim a colonia sobrevive.
Assim somos nós. A Obra de Deus chegou até nós porque muitos antes de nós fizeram sua parte, deram o seu melhor para que outros conhecessem o Reino de Deus, assim sendo, somos os responsáveis da vez. Vamos dar o nosso melhor, fazer com que tudo ande perfeitamente é responsabilidade minha e sua.
Pense nisto.
Postar um comentário